Últimas Notícias


Vereadores PS - Comunicado

Tendo tido conhecimento pela comunicação social da indignação e acusações dirigidas pelo Professor Galopim de Carvalho à Câmara Municipal de Viseu, no que concerne à sua relação com o Museu do Quartzo, os vereadores do Partido Socialista vêm publicamente distanciar-se da atitude da maioria PSD.

Com efeito, o professor Galopim de Carvalho colaborou, durante décadas, com a autarquia, de forma gratuita, na criação do Museu do Quartzo, assegurando inclusivamente a sua coordenação científica.

Ao que refere a notícia do Público, o atual executivo camarário nunca o contactou no sentido de dar continuidade ao seu valioso contributo científico, o que resultou, designadamente:

– no incumprimento do protocolo estabelecido com o Museu Nacional de História Natural;

– na falta de uma equipa técnica competente;

– na ausência de atividades científicas, num museu único neste domínio a nível europeu;

– e no desvirtuar da função pedagógica para a qual o Museu foi criado.

Aliás, disto mesmo deu conhecimento ao Executivo numa missiva enviada em março passado, manifestando também a sua inquietação por uma placa com o seu nome ter sido retirada, sem explicação, do referido Museu.

Ora, consideram os vereadores do Partido Socialista inaceitável que só depois de 2 meses, e no dia em que foi contactada pelo jornal Público, a maioria se tenha dignado responder a tão prestigiado cientista nacional.

Desde logo, atendendo à gravidade das imputações manifestadas na carta, e à importância do contributo do Professor Galopim de Carvalho a nível nacional e local, era obrigação da autarquia tratá-lo com o respeito devido e merecido.

Fica muito mal à autarquia viseense, segundo o próprio, ter “ostracizado” e desconsiderado assim uma figura de tal envergadura, que só prestigiaria a “Marca Viseu”, qualificando um Museu que, no dizer do especialista, se encontra “ao abandono”.

Querem, portanto, os vereadores do Partido Socialista demarcar-se desta atitude da autarquia, e da má publicidade que esta notícia representa para a imagem de Viseu.

 

Os vereadores do Partido Socialista:

José Junqueiro

Rosa Monteiro

Andreia Parente Coelho

Ler notícia →

09 de Maio de 2016

António Costa em Viseu

Caro (a) Camarada:

Venho por este meio informar que o nosso Secretário-Geral, António Costa, estará em Viseu amanhã, pelas 21h00.

Será uma sessão no auditório da Escola Superior de Tecnologia, no âmbito da sua recandidatura à liderança do PS e servirá para discutir a Moção Global de Estratégia que levará ao Congresso Nacional do PS.

A sua presença e o seu contributo são fundamentais.

Adelaide Modesto

Ler notícia →

06 de Maio de 2016

Informações - XXI Congresso Nacional do PS

Todas as informações e todos os documentos: AQUI

Ler notícia →

05 de Maio de 2016

Intervenção A.M - António Ribeiro de Carvalho

Senhor Presidente e Membros da Mesada Assembleia Municipal de Viseu

Senhor Presidente da Câmara Municipal de Viseu

Senhoras e Senhores Vereadores

Senhoras e Senhores Deputados

A Portaria 194/2014 de 30 de Setembro estabeleceu o conceito, processo de identificação, aprovação e reconhecimento dos Centros de Referência nacionais para prestação de cuidados de saúde, sendo o respectivo Aviso de abertura para candidatura a centro de referência publicado no DR a 31 de Julho de 2015. P.e. ver avisos nº 8402-P/2015 e 8402-O/2015 referentes à Oncologia;

E m tais Avisos fixa-se um prazo de 30 dias úteis, pelo que o último dia do prazo para envio seria 13 de Setembro de 2015 e não a 21 de Setembro de 2015, conforme veio a afirmar o Sr. Presidente do Conselho de Administração do CHTV.

Logo, falta à verdade quanto à data do fim do prazo e consequentemente falta à verdade sobre os factores de entrega extemporânea, utilizando como desculpa o feriado municipal de Viseu e eventuais responsabilidades dos Serviços de Expediente.

Antes do mais, adiante-se, independentemente de ser o Sr. Director do CHTV o máximo responsável pelo mesmo, pelo que nunca poderia sacudir simplesmente “a água do capote”, será que foi levantado processo de averiguações quanto à responsabilidade desses Serviços e identificação dos seus responsáveis?

Ora, por consequência desse atraso, revelador de desleixo e incúria, da Lista final, constante do Despacho 3653/2016 de 7 de Março de 2016 do ministro da saúde Adalberto Campos Fernandes, não consta o CHTV.

Levanta-se de imediato a questão de saber-se se esta exclusão do CHTV da qualificação como Centro de Referência, nas áreas oncológicas, vai ou não pesar na criação no CHTV um Centro Oncológico.

E, por outro lado, é inaceitável a posição assumida publicamente pelo Sr. Presidente da Câmara quando vem falar em “confundir alhos com bugalhos” acerca deste assunto e atirar o ónus da instalação do centro de radioterapia para o actual Governo sabendo-se, como se sabe, que a classificação como Centro de Referência tem como consequência, não só a credibilização dos seus profissionais e a possibilidade de financiamentos e que, por outro lado foi o Dr. Paulo Macedo quem “chumbou, pelas razões sabidas, a candidatura do CHTV.

Diga, por favor, Sr. Presidente da Câmara o que já ofereceu como contrapartida ao anterior Governo, e eventualmente ao actual, como fizeram várias outras Autarquias, para que aqui se instale um Centro Oncológico.

Diga ainda, Sr. Presidente da Câmara, se está atento a que o Centro Hospitalar Académico das Beiras tem vindo a discutir no Conselho Científico da UBI com o objectivo de que o Centro Oncológico ali se instale, bem como, através do lobby da investigação captar valências hospitalares de outros Hospitais e colocando debaixo do mesmo chapéu os hospitais de Castelo Branco, Covilhã, unidade de saúde local da Guarda e o CHTViseu.

Resta acrescentar, e com mágoa, que tendo uma Delegação desta Assembleia Municipal, composta por todos os Partidos, sido recebida pelo Sr. Presidente do Conselho de Administração do CHTV para se falar sobre o Centro de Radioterapia, nunca em momento algum o Sr. Dr. Ermida Rebelo fez a mais leve referência à exclusão da candidatura a Centro de Referência.

Seja como for e lamentando todo este triste episódio, o Grupo Municipal do PS assume o compromisso de que tudo fará para que as questões de mérito e substância sejam consideradas, dado que o CHTV tem profissionais empenhados e de extrema competência, uma equipa multidisciplinar e equipamentos adequados, uma sociedade civil empenhada e ávida de resoluções práticas que melhorem a qualidade de vida dos seus doentes. 

Viseu, 29 de Abril de 2016

António Ribeiro de Carvalho

Ler notícia →

30 de Abril de 2016

Próximos Eventos

NOVO MILITANTE?

Download kit militante

A sua opinião

Envie-nos o seu comentário.

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter.