Últimas Notícias


Orçamento Município de Viseu 2015

Declaração de voto

Analisado o orçamento e as grandes opções do plano do Município de Viseu para o ano de 2015 os vereadores do Partido Socialista declaram o seu voto contra esta proposta de orçamento pelas seguintes razões:

1 – num ano em que volta a aumentar o valor das receitas correntes (mais impostos cobrados aos viseenses) não se vislumbram nas opções do plano políticas para o crescimento económico e para a criação de emprego;

2 – na actual crise económica que vivemos, o Município de Viseu, através deste orçamento, declara-se aos viseenses cada vez mais rico, esquecendo-se que os viseenses estão cada vez mais pobres;

3 -  insensível às cada vez maiores carências das nossas famílias o Município de Viseu não demonstra ter uma estratégia de apoio social que vá para lá da caridade;

Estas são as razões que levam os vereadores do PS a votar contra este orçamento.

Não entendemos que quando se prevê arrecadar 12,22 milhões de euros em IMI (mais de 1 milhão do previsto para 2014) não se tenha a decência de propor um aumento da taxa de devolução de IRS ao viseenses que se vai manter no 1%, muito longe dos 5% que são atribuídos ao município, aliviando desta forma o orçamento das famílias viseenses. 

Quando todos reconhecemos que o combate à desertificação, através do crescimento económico e da criação de oportunidades de emprego, é uma prioridade, não lemos neste documento uma política que propicie que isto aconteça. O aumento das áreas “empresariáveis”, um programa de incentivos à fixação de empresas, a georeferenciação tantas vezes proposta pelos vereadores do PS, uma verdadeira reforma fiscal municipal – tudo isto está ausente desta proposta.

Apregoar, alegremente, as boas finanças do Município, esquecendo que é à custa do rendimento e do trabalho dos viseenses que esses resultados se alcançam, negando, por exemplo, políticas de revisão dos coeficientes de localização que poderiam minorar o esforço das famílias no pagamento do IMI não merece o apoio dos vereadores do PS.

Em suma, um orçamento em que os impostos aumentam e o investimento diminui só pode merecer o voto contra dos socialistas deste executivo.  

Ler notícia →

30 de Outubro de 2014

Jornal da Beira - 30 de Outubro de 2014

Oposição socialista critica Câmara por não ter feito reforma fiscal

A falta de uma reforma fiscal municipal que leva ao crescimento económico e à criação de emprego é a principal crítica feita pela opisição socialista ao primeiro ano de governação do executivo de Almeida Henriques, na Câmara Municipal de Viseu.

(...)

Há preocupações sobre questões em que o executivo de Almeida Henriques "alimentou expectativas" e que estão por resolver, como a questão da empresa GestinViseu (gestora do parque industrial de Mundão), a ligação ferroviária, a rodovia e as carreiras aéreas anunciadas para 2015, assim como a trasformação do Multiusos.

(...)

Jornal da Beira | 30 de Outubro de 2014

Ler notícia →

30 de Outubro de 2014

Causa - Luta contra o Cancro

Lançamos um repto aos viseenses para que se juntem a esta causa, tornando-a maior e mais abrangente.

Façamos da Luta contra o Cancro um exemplo de entreajuda e de solidariedade.

Colabore!

http://www.ligacontracancro.pt/

Ler notícia →

30 de Outubro de 2014

Comunicado - JS Viseu

JS alerta para a ausência de resultados no emprego

No momento em que se assinala o primeiro ano de mandato do actual executivo camarário, a Concelhia de Viseu da Juventude Socialista, alerta para a ausência de resultados em matéria de atracção de empresas e de emprego para Viseu.

Neste mesmo período, lembram que a JS continuou a ser a juventude partidária que liderou o debate político em Viseu, que esteve na oposição de uma forma séria e construtiva, com uma agenda própria, com as suas propostas e que assim vão continuar.

Por isso, reconhecem o trabalho feito pelo município em algumas áreas: uma governação mais participada da cidade, destaque para a criação do Conselho Municipal de Juventude e do Orçamento Participativo; uma estratégia de revitalização do Centro Histórico que ouviu os viseenses, sendo que a JS foi a única juventude partidária que participou neste processo; o empenho em afirmar Viseu como “cidade-região”, o que se concretiza numa cultura de diálogo com municípios vizinhos e uma agenda cultural da cidade com grande dinamismo.

Tudo isto, aliado a uma forte política de marketing e de comunicação, com uma nova imagem corporativa e aparentemente sólida.

No entanto, os jovens socialistas dizem que, “o marketing e a comunicação, por si só, não resolvem os verdadeiros problemas dos cidadãos e que, em termos de emprego, só com o Gabinete do Investidor não se vai revolver o problema”. É preciso algo que o distinga e que se torne decisivo na hora dos investidores escolherem Viseu aqui se instalarem.

Os jovens socialistas reconhecem que este executivo mostra querer contrariar essa tendência, não aceitando que Viseu seja apenas uma “cidade – dormitório”. A questão é que, até ao momento, não tem nenhum resultado para mostrar nesta matéria e lembram que, desde o início do mandato, se repetem os casos de instalação de empresas nos concelhos vizinhos, o que sempre foi acontecendo com executivos anteriores.

Para terminar, a Concelhia de Viseu da JS diz que, “um ano depois, os jovens viseenses continuam a não ter o gosto de ver em Viseu o local para trabalhar e investir”. Ainda assim, esperam que, tal como aconteceu em outras áreas e com várias propostas da JS a serem concretizadas, esta tendência se inverta.

Ler notícia →

30 de Outubro de 2014

Próximos Eventos

08

NOV

10

NOV

21

NOV

29

NOV

Festa de "S. Martinho"

Festa de "S. Martinho" em Vila Chã de Sá, no dia 8 de Novembro

Data: 08 de Novembro de 2014

Plenário Concelhio de Militantes

Realiza-se um Plenário Concelhio de Militantes na Associação Comercial do Distrito de Viseu, pelas 21h00, com a presença de António Borges, Presidente da Federação de Viseu do PS.

Data: 10 - 11 de Novembro de 2014

ELEIÇÕES DIRECTAS

As eleições directas para o cargo de Secretário-Geral do Partido Socialista vão realizar-se no próximo dia 21 ou 22 de Novembro, em simultâneo com a eleição dos delegados ao Congresso.

Data: 21 - 22 de Novembro de 2014

CONGRESSO NACIONAL

29 e 30 de Novembro - O Congresso Nacional realiza-se nos dias 29 e 30 de Novembro, na Feira Internacional de Lisboa (FIL), no Parque das Nações.

Data: 29 - 30 de Novembro de 2014

NOVO MILITANTE?

Download kit militante

A sua opinião

Envie-nos o seu comentário.

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter.